Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Monte Mor / SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Monte Mor / SP
Acompanhe-nos:
Rede Social YouTube
Rede Social Instagram
Rede Social Facebook
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
DEZ
01
01 DEZ 2022
SAÚDE
1° de Dezembro, Dia Mundial de Luta Contra a Aids
enviar para um amigo
receba notícias

No Dia Mundial de Luta Contra a Aids a Secretaria de Saúde de Monte Mor, informa que os testes rápidos e gratuitos estão disponíveis em todas as unidades de saúde durante o ano todo.

O mês de dezembro traz consigo muitas celebrações e comemorações, por conta das festas de final de ano, porém ele carrega consigo uma importante cor, também usada como referência para a campanha Dezembro Vermelho, que tem como intuito conscientizar e chamar a atenção para a prevenção, a assistência e a proteção dos direitos das pessoas infectadas com HIV (sigla em inglês para a imunodeficiência humana), combatendo principalmente o preconceito.

Por conta disso, logo no dia 1° de dezembro é celebrado o Dia Mundial de Luta contra a AIDS (da sigla em inglês para Síndrome da Imunodeficiência Adquirida), como conscientização que objetiva prevenir as pessoas contra a doença. A data é utilizada pela campanha no Brasil, desde sua definição pela Organização Mundial de Saúde, em 1988, um ano depois da Assembleia Mundial de Saúde fixar a data.

A campanha foi instituída no ano de 2017, pela Lei nº 13.504/2017, que busca uma grande mobilização na luta contra o vírus HIV, a doença que pode ser desenvolvida através do vírus, a AIDS e outras ISTs (infecções sexualmente transmissíveis).

É através do vírus HIV, que entra pelo organismo na maioria dos casos pelo contato sexual desprotegido com outra pessoa contaminada, que a doença da AIDS é causada. O vírus causador da doença ainda pode ser pego por meio de transfusão sanguínea e pelo compartilhamento de objetos perfurocortantes.

A partir do momento em que o vírus entra no organismo do indivíduo, logo ocorre a infecção por ele, com o sistema imunológico do paciente sendo atacado. Em si a doença AIDS, estágio da doença em que o sistema de defesa está bem debilitado, não causa a morte, mas sim pelo seu impacto em deixar a pessoa sem resposta de combate a outras doenças oportunistas, como por exemplo a pneumonia.

Por isso a campanha traz em sua essência a importância em se proteger e se prevenir da doença, utilizando preservativos em todas as relações sexuais, que são distribuidos gratuitamente em unidades de saúde e estão sempre disponiveis para compra em algum comércio próximo.

Muitas pessoas podem adquirir o vírus HIV e levar anos para apresentar sintomas e desenvolver a doença, a AIDS, e sem saber podem transmiti-lo a outras pessoas. Os primeiros sintomas podem ser muito parecidos com os de uma gripe, com mal-estar e febre, o que faz com que muitos casos passem despercebidos.

Se houver suspeita da doença, procure imediatamente uma unidade de saúde e faça o teste, que pode ser feito regularmente, mesmo se protegendo em todas as situações.


Muitas pessoas, apesar de terem seu diagnóstico positivo para o HIV, não desenvolvem a AIDS. Muitos avanços científicos foram feitas na área, que mesmo não chegando a uma cura, desenvolveram todo um tratamento, realizado através de acompanhamento periódico com profissionais de saúde, a realização de exames, e o uso contínuo de medicamentos que diminuem a multiplicação do vírus no corpo, e possibilita a qualidade de vida dos pacientes, com o aumento das defesas do organismo.

O paciente soropositivo não pode se esquecer de tomar os medicamentos, para que o tratamento dê certo, e seguir todas as recomendações médicas, além de procurar manter atitudes saudáveis, como a prática de exercícios físicos e ter uma boa alimentação para melhorar ainda mais sua qualidade de vida.

No Dia Mundial de Luta Contra a Aids a Secretaria de Saúde de Monte Mor, informa que os testes rápidos e gratuitos estão disponíveis em todas as unidades de saúde durante o ano todo, sem a necessidade de solicitação médica ou no caso de adolescente ainda, não é necessário a presença de um responsável legal para seu acesso.


HISTÓRICO DA AIDS


Os primeiros casos datam dos anos de 1977 e 1978, nos Estados Unidos, Haiti e África Central, porém a doença somente foi classificada como síndrome em 1982, quando já se entendeu melhor a doença. No Brasil, em 1980 o primeiro caso foi identificado.


Apenas no ano de 1985, começaram a mencionar cuidados com os comportamentos de risco que poderiam levar a contrair a doença, em substituição ao termo grupo de risco. Em 1991 começou a compra de medicamentos antirretrovirais para distribuição gratuita, tendo início no Brasil em 1993, a produção do coquetel que trata a doença (AZT). Em 1996 uma lei foi criada referente ao direito do paciente receber os remédios de maneira gratuita, o que contribuiu para avanços na qualidade de vida de milhares de pacientes. No Brasil em 1999, 15 tipos de remédios para o tratamento estavam à disposição.

O HIV não se contrai com um simples aperto de mão ou um abraço em um paciente, este pode sim se relacionar e trabalhar de forma normal. A campanha tem a intenção de trazer mais clareza no lidar com os portadores, com mais humanidade, além de promover informações de saúde, alertando para a prevenção da Aids.


Utilizado na luta contra a Aids, o laço vermelho foi criado pela Visual Aids de New York, em 1991, para uma homenagem aos amigos com a doença, tendo na cor vermelha uma referência ao sangue e à paixão. 

Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia