Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Monte Mor / SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Monte Mor / SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social YouTube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
ABR
06
06 ABR 2022
SAÚDE
Monte Mor em Campanha de Vacinação contra o Sarampo
enviar para um amigo
receba notícias
PROCESSANDO ÁUDIO

A prefeitura de Monte Mor, por meio de sua Secretaria de Saúde, lançou nesta segunda-feira, 4 de abril, indo até 3 de junho, a campanha de vacinação contra o Sarampo.

Crianças entre 6 meses e menos de 5 anos devem tomar a vacina tríplice viral SCR (vacina que protege contra sarampo, caxumba e rubéola), independente do número de doses registradas. A vacina também está liberada para todos os profissionais da área da saúde. 

No dia 30 de abril (sábado) acontecerá mais uma campanha de vacinação no município, o Dia “D” de vacinação contra o Sarampo, com o intuito de vacinar o máximo de crianças e profissionais da área da saúde. Essa é umas das preocupações da Secretaria da Saúde, manter o máximo de crianças e profissionais de saúde protegidos, com a vacina contra o Sarampo, minimizando os riscos de um surto e atingindo a meta vacinal de 95% para este ano, pois em 2021 ficou em apenas 66,7%.  

O SARAMPO

O sarampo é uma doença viral aguda e extremamente grave, principalmente em crianças menores de 5 anos de idade, pessoas desnutridas e imunodeprimidas. A transmissão do vírus ocorre de forma direta, por meio de secreções nasofaríngeas expelidas ao tossir, espirrar, falar ou respirar próximo às pessoas sem imunidade contra o sarampo.

Um indivíduo pode ser infectado duas horas depois que alguém doente deixou a área, segundo especialistas e para se ter uma ideia, uma única pessoa com sarampo, pode infectar de 15 a 18 pessoas.  

Recentemente, um alerta global foi feito pela Organização Mundial de Saúde (OMS), sobre os riscos de um surto de sarampo. Segundo a entidade, um dos motivos teria sido a pandemia do coronavírus, que dificultou a vacinação de crianças menores, e sem vacinação em massa, um vírus volta a ganhar força. 

O sarampo é uma doença muito preocupante pois é altamente transmissível, e não tem tratamento. É indicado apenas o uso de antitérmicos, repouso e hidratação.

Não há episódios de pacientes assintomáticos, como ocorre com a Covid-19, e o vírus do sarampo pode ser transmitido quatro dias antes ou depois de surgirem os primeiros sintomas, onde os mais comuns podem ser, erupções na pele, febre acompanhada de tosse, irritação nos olhos, nariz escorrendo ou entupido e mal-estar intenso. Em alguns casos pode causar diarreia, otite média, pneumonia, encefalite (inflamação no cérebro) e panencefalite esclerosante subaguda (que atinge o sistema nervoso). Esses problemas são mais comuns entre crianças menores de cinco anos e adultos, além de aumentar o risco de morte, podendo deixar sequelas graves. 

O SARAMPO NO BRASIL 

Em 2016, no Brasil, o sarampo chegou a ser erradicado, mas o país voltou a ter novos casos dois anos depois. Em 2018 foram confirmados 10.346 casos da doença, em 2019 foram confirmados mais 20.901, em 2020 foram 8.448 casos e em 2021 foram 668 casos confirmados. Porém, os últimos números podem ter tido sua contabilização prejudicada, pelos quadros de Covid-19. 

MONTE MOR

Segundo a Secretaria de Saúde de Monte Mor, houve na cidade, em 2013, treze casos suspeitos, sendo 1 confirmado, em 2020 foram três casos suspeitos, todos negativos e em 2021 houve mais um caso suspeito, sendo este também negativo.

QUEM DEVE TOMAR A VACINA

Todas as crianças devem tomar a primeira dose SCR (dose de intensificação) da tríplice viral (vacina que protege contra sarampo, caxumba e rubéola)  com 6 meses, enquanto a primeira dose de rotina ocorre aos 12 meses aos 15 meses (1 ano e três meses) a segunda dose de rotina. O Programa Nacional de Imunização (PNI), recomenda que crianças mais velhas, adolescentes e adultos que nunca foram vacinados recebam as duas doses. 

Quem não lembra se tomou deve tomar as duas injeções com um intervalo de um a dois meses.

O Sistema Único de Saúde (SUS), disponibiliza a imunização a adultos com até 29 anos (duas doses, com intervalo mínimo de 30 dias) e para quem tem entre 30 e 59 anos – neste caso, apenas uma dose. Para pessoas com mais de 59 anos a recomendação é que busque a orientação de um especialista para avaliar a necessidade da imunização. A cobertura vacinal em Monte Mor de vacina tríplice viral contra o Sarampo no ano de 2021 foi de apenas 66,7%, mas esse ano a expectativa é que a meta de 95% seja alcançada.

Seta
Versão do Sistema: 3.2.3 - 06/06/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia