Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Monte Mor / SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Monte Mor / SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social YouTube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
AGO
04
04 AGO 2021
CULTURA
Habitação Indígena construída no Museu de Monte Mor será inaugurada neste sábado
enviar para um amigo
receba notícias
PROCESSANDO ÁUDIO
Idealizado pelo museólogo reconhecido nacionalmente, Desiderio Aytai, o museu é referência em todo país e faz guarda de material arqueológico de escavações no Estado de São Paulo. 

“Casa dos Saberes Ancestrais”. Este é a denominação da OPY, habitação indígena, construída nas dependências externas do Museu Municipal de Monte Mor “Elizabeth Aytai” e que será inaugurada neste sábado, dia 7, pelo governo do prefeito Edivaldo Brischi (PTB). É válido destacar que, idealizado pelo museólogo reconhecido nacionalmente, Desiderio Aytai, o museu de Monte Mor tornou-se referência em todo país. O local, inclusive, faz guarda de material arqueológico de escavações por todo o Estado de São Paulo. 

A solenidade contará com a presença de 22 indígenas da Aldeia Rio Silveiras do Cacique Adolfo Timóteo e a consagração será feita pelo Pajé Livies. O evento será fechado para autoridades e convidados, em função das regras de distanciamento social perante ao cenário da pandemia da COVID-19. Todas as exigências sanitárias serão seguidas, com uso obrigatório de máscara, distanciamento social e disponibilização de álcool em gel.

Iniciado no dia 24 de maio, a construção da OPY está recebendo nesta semana os últimos retoques antes da inauguração. Depois do plantio de 50 metros quadrados de grama, realizado na semana passada, pela equipe do programa Bolsa Trabalho da Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura, nesta terça-feira, dia 3, foi a hora de plantar flores. No total, a OPY recebeu 20 mudas de Simpatien de diversas tonalidades, espalhadas na parte externa. Ainda será executado pela Equipe da Secretaria de Obras, do Chefe de Obras , Edilson Cirilo, o serviço de pintura em toda sua área externa do Museu.

PROJETO

A realização do projeto da OPY em Monte Mor é da Secretaria de Educação, por meio da Diretoria de Cultura e Turismo, em parceria com a empresa MATIS Consultoria em Arqueologia. Já a execução tem a frente o Txaramoi (conhecedor das ervas), Sergio Karay, juntamente, com sua filha, que é coordenadora do Coletivo Etno Cidades e trabalha com indígenas em situação urbana, Lu Ahamy. Também participaram da construção da Opy os indígenas Daniel Awa Mbaraetea, Gildo Nhamandu'ai e Vagner Tupã. 

Todos os indígenas envolvidos no projeto são integrantes da etnia Guarani mbya, que vieram da Tekoa (Aldeia) Rio Silveiras, originária da cidade de Bertioga, no litoral Sul de São Paulo, especialmente para participar da ação em Monte Mor. 

De acordo ainda com a Diretoria de Cultura e Turismo a OPY foi construída em madeira e palha e é considerada como a maior casa de uma comunidade indigena. Afinal, dentro dela são realizados rituais de casamentos ,batizados e agradecimento ao nosso grande espírito,"Nhanderu Tupã". 

Segundo também a Diretoria de Cultura e Turismo depois de pronta a Opy servirá como polo de realização de projetos para valorização da cultura indígenas. A intenção é realizar no local oficinas e atividades culturais e artísticas dos povos originários.

PARCERIAS

Mesmo antes de ser inaugurada a OPY já vem despertando interesse de pessoas e instituições que trabalham com a tradição indigena. No último dia 29, o coordenador de Projetos Culturais, representando a Diretoria de Cultura, participou de reunião no Instituto Federal de Hortolândia para articular parcerias em formações para os  docentes de Monte Mor. Na oportunidade, ele também entregou o convite oficial da inauguração da habitação indígena à diretora da instituição, Carolina Jango. A formadora da Equipe de Formação da Secretaria Municipal de Educação , Cultura e Turismo,  Lívia Sgarbosa; e a responsável pela construção da OPY, Lu Ahamy, da Aldeia Rio Silveiras, também estiveram presentes.
Seta
Versão do Sistema: 3.2.2 - 02/05/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia